Cadastre-se em nossa newsletter
ACCCOM inicia Novembro Azul para conscientizar sobre prevenção do câncer de próstata

 

 

 

       

 

        O Novembro Azul foi criado na Austrália, em 2003, com o objetivo de alertar aos  homens para os riscos do câncer de próstata. A Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas usará a cor azul em iluminações na Casa de Apoio e no Centro Oncológico para chamar a atenção para a data e a importância da prevenção desse tipo de câncer, um esforço para que os homens cuidem mais da própria saúde. Segundo os profissionais de saúde, ainda há muito preconceito contra o exame que detecta o câncer de próstata, motivo pelo qual a incidência dessa doença é alta. De acordo com o INCA – Instituto Nacional de Câncer, são registrados mais de 50 mil novos casos por ano no Brasil e o número de mortes anuais é maior que 12 mil. Os urologistas parceiros da ACCCOM, Dr. Denny Veloso, Dr. Alexandre Diniz e Dr. André Barragat, junto da equipe  do CSJD, farão um mutirão de cirurgias de câncer de próstata, nos dias 15, 16 e 17 de novembro. 

 

        A ACCCOM estará com  profissionais em palestra e orientações em diversas cidades, como Bambuí, Divinópolis, Itaúna e Nova Serrana, entre outras localidades.

 

        Segundo o INCA, o câncer de próstata é o segundo câncer mais comum entre os homens brasileiros, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. É o sexto tipo de câncer mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. O exame de próstata chamado de toque retal e o PSA – Antígeno Prostático Específico – que é feito no sangue, os dois exames são de fundamental importância para a saúde do homem, por isso os exames preventivos são importantes: quanto mais cedo for detectado, maiores as chances de cura. A idade para esses exames, segundo o INCA, é a partir dos 50 anos, anualmente. Caso haja casos de câncer de próstata na família, os exames são recomendados a partir dos 45 anos ou antes, conforme a idade que os familiares tiveram a doença.

 

 Sobre o câncer de próstata

O que é a próstata e qual sua função?

Um órgão que só o homem possui, na forma de uma maçã, com o tamanho de uma noz, composto de vários lobos, localizado abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. Sua função é produzir um líquido que é eliminado durante o ato sexual, juntamente com os espermatozoides, que mantém a vitalidade dos mesmos.

Que sintomas podem indicar um câncer de próstata?

Problemas de ereção, dor na bacia ou joelhos e sangramento pela uretra podem ser suspeitos; caso haja suspeita, os exames indicados são: toque retal e dosagem de proteína do sangue (PSA).

 

Ter um destes exames alterados implica em ter câncer de próstata?

Não. O toque retal identifica outros problemas além do câncer de próstata. O PSA tende a aumentar de acordo com o avanço da idade. Cerca de 75 a 80% dos homens com aumento do PSA não têm câncer de próstata.

 

O que um homem com sintomas e mais de 50 anos deve fazer?

Deve ir ao médico para investigar esses sintomas. Geralmente, não é câncer, mas somente o médico pode dizer o problema.

 

E os que têm mais de 50 anos, mas não apresentam qualquer sintoma?

O paciente e seu médico devem decidir. Alguns médicos recomendam a realização de toque retal e da dosagem do PSA a todos os homens acima de 50 anos. Para aqueles com história familiar de câncer de próstata (pai ou irmão) antes dos 60 anos, recomenda-se realizar estes exames a partir dos 45 anos. Somente o médico pode orientá-lo quanto aos riscos e benefícios da realização destes exames. Não existem evidências de que a realização periódica do toque retal e dosagem de PSA em homens assintomáticos diminua a mortalidade por câncer de próstata.

 

O câncer de próstata pode ser prevenido?

Manter uma alimentação saudável, não fumar, fazer exercícios físicos diariamente e visitar regularmente seu médico contribui para a melhoria da saúde em geral e pode ajudar na prevenção deste câncer.

 

O câncer de próstata é hereditário?

Menos de 10% dos cânceres de próstata têm hereditariedade. Quanto mais jovem for o homem em quem o câncer for detectado, maior a probabilidade de haver um componente hereditário.

Fonte: SBU – Sociedade Brasileira de Urologia; Inca – Instituto Nacional de Câncer  

 

Informações para a Imprensa:

Consuelo Reis Fonseca – Gerente de Comunicação

consuelo@acccom.org.br  –  (37)3512.1537 

Selo empresarial
Conheça as empresas parceiras e saiba como fazer parte desta lista

Palestra para os funcionários com a gerente assistencial da @acccom, Ivana Coura, sobre, Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde. #Acccom #ContraoCancer #PelaVida 👏🏻🏢😊 @ ACCCOM — at ACCCOM facebook.com/18753753130065…

Cerca 4 dias atrás from ACCCOM's Twitter via Facebook

Compartilhe
Associação do Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas
Rua Topázio, 500, Niterói - Divinópolis - 35500-215 - Tel.: (37) 3512-1500
Todos os direitos reservados - © 2012 | 2013
Brustin Internet Creative