Cadastre-se em nossa newsletter
Parceria com UFSJ

Acccom e UFSJ

 

 

 

A região Centro-Oeste de Minas Gerais tem uma população estimada em 1,3 milhões de habitantes, englobando um total de 83 cidades. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer de Brasil – INCA, ocorrem na região aproximadamente 6.000 novos casos de câncer por ano (estimativa 2015), calculando-se que 5 a 10% deste total estejam associados à predisposição hereditária. Mais de 90% dos pacientes da região Centro-Oeste de Minas Gerais em tratamento oncológico são tratados pelo Sistema Público de Saúde – SUS no Centro de Alta Complexidade em Oncologia – CACON, localizado na cidade de Divinópolis, Minas Gerais. O presente projeto tem como proposta a formação de um centro de referência em oncogenética na macro região Oeste de Minas Gerais, ampliando o centro de aconselhamento genético clínico existente no CACON Centro-Oeste de Minas Gerais, e estruturando o centro laboratorial na Universidade Federal de São João Del Rei – UFSJ em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. O acompanhamento destas famílias é feito pelo CACON em parceria com a ONG ACCCOM – Associação do Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas Gerais. As famílias classificadas clinicamente como portadoras de síndrome de câncer familial recebem a oportunidade de terem seus cuidados estruturados pela equipe. Entretanto, ainda não existe acesso ao diagnóstico molecular pela rede pública de saúde, o que enfatiza a necessidade da criação de um centro de referência laboratorial para avaliação molecular dos pacientes com câncer hereditário do Centro–Oeste de Minas. O conhecimento das bases moleculares dos principais genes envolvidos com os tipos de cânceres presentes nestas famílias traria uma série de benefícios tanto para os indivíduos acompanhados, quanto para o sistema de acompanhamento. Os exames realizados no acompanhamento clínico das famílias com maior risco de desenvolvimento de câncer são muitas vezes invasivos, o que gera resistência dos familiares acompanhados e baixa adesão ao programa. Com determinação da base molecular presente em cada uma destas famílias, o custo-benefício para o sistema de acompanhamento seria muito grande, pois apenas os indivíduos positivos para a alteração detectada em cada família continuaria no acompanhamento, recebendo alta aquelas pessoas com teste negativo, para os quais o risco de desenvolvimento do câncer fica equivalente ao da população em geral. A intenção é capacitar este centro para se tornar um centro referência em oncogenética e futuramente um membro da Rede Nacional de Câncer Familial, podendo com esta contribuir na cobertura assistencial aos pacientes com câncer hereditário e no desenvolvimento de pesquisas epidemiológicas e clínicas em câncer hereditário no Brasil. Este projeto foi apresentado e apoiado pela direção da Rede Nacional de Câncer Familial.

Selo empresarial
Conheça as empresas parceiras e saiba como fazer parte desta lista

Palestra para os funcionários com a gerente assistencial da @acccom, Ivana Coura, sobre, Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde. #Acccom #ContraoCancer #PelaVida 👏🏻🏢😊 @ ACCCOM — at ACCCOM facebook.com/18753753130065…

Cerca 4 dias atrás from ACCCOM's Twitter via Facebook

Compartilhe
Associação do Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas
Rua Topázio, 500, Niterói - Divinópolis - 35500-215 - Tel.: (37) 3512-1500
Todos os direitos reservados - © 2012 | 2013
Brustin Internet Creative